Moradores reclamam de onda de furtos em residências

Morador de Buritis há 35 anos, o torneiro Luiz Bispo teve a casa invadida três vezes em apenas 15 dias. Segundo ele, os criminosos aproveitam um lote vago nos fundos para entrar na residência. Nas primeiras invasões, nada foi furtado, mas a casa foi revirada, o que fez o proprietário acreditar que os bandidos estavam à procura de jóias. No domingo dia 5 de fevereiro, por volta de 22 horas, Luiz teve a casa invadida pela terceira vez, e os ladrões levaram dois botijões de gás, um liquidificador, materiais de limpeza e panelas. “É triste não ter segurança na própria casa”, afirmou o torneiro, que não é a única vítima da vizinhança.

Na casa ao lado, a professora Miriam Fachinetto, que mora há 24 anos em Buritis, teve um prejuízo de aproximadamente R$ 50 mil. De acordo com a vítima, os criminosos serraram as grades da janela frontal da casa e levaram várias jóias que estavam no guarda-roupa. Entre os itens furtados estavam anéis de brilhante, peças em rubi e algumas jóias da família que passaram por gerações. “Toda a sociedade cresceu, porém a segurança pública não acompanhou esse crescimento”  desabafou a professora.