DER-MG inicia obra de melhoria na Serra Olhos D’Água

As obras de melhoria na Serra Olhos D’Água – trecho da rodovia MG-400 também chamado de Serra da Morte, começaram na manhã de segunda-feira (21). Homens e máquinas movimentam o local, que é conhecido pelo alto índice de acidentes e deve sofrer alterações no intuito de melhorar a segurança dos motoristas que trafegam pela região.

O Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG) é responsável pelas obras e está no local acompanhando as operações que estão sendo executadas pela Uniterra, empresa de engenharia vencedora da licitação para execução dos serviços. O trecho a ser trabalhado compreende 4,4 km de cobertura antiga, que será retirada para receber outra de melhor qualidade.

Mais melhorias estão previstas para serem implementadas, como colocação de barreiras de contenção, acostamentos e novas placas de sinalização. Uma das medidas aplicadas frequentemente em trechos perigosos também será implantada na descida da serra, que são os pontos de fuga de areia ou argila. Essas áreas de escape tem como objetivo permitir parar o veículo fora de controle com segurança e sem causar danos ao motorista e usuários da via.

José Tadeu La Guardia, coordenador regional do DER, falou sobre a eficácia das medidas. “Esse projeto foi estudado em Belo Horizonte, implantado em alguns trechos do Estado e funcionou bem. A ideia é segurar o tráfego e amenizar os acidentes”, disse. La Guardia completou informando que “existe ainda a possibilidade da implantação de radares, mas isso não deve ser feito agora pois precisa ser licitado e como estamos em ano eleitoral esse processo fica mais complicado, mas creio que no futuro o sistema será implantado”.

A obra orçada em aproximadamente R$ 1,5 milhão deve ficar pronta em até 20 dias. Até lá o trânsito fica limitado a meia pista com algumas interrupções pra que o tráfego flua com segurança para os motoristas e quase 40 operários que trabalham no local. O responsável disse ainda que as medidas serão analisadas em um curto espaço de tempo e caso os resultados não sejam satisfatórios mais alterações poderão ser feitas.