Prefeito assina contrato de R$ 7 milhões para construção de casas populares

Na tarde de terça-feira (19) o prefeito de Buritis João do Caixão (PSDB) reuniu em seu gabinete secretários de governo, lideranças de partidos e movimentos sociais para a assinatura de um contrato com a Caixa Econômica Federal que prevê a construção de 120 casas populares.

O documento que autoriza o empreendimento foi assinado por João do Caixão, pelo secretário de ação social, João Flávio, pelo gerente da Caixa Econômica Federal de Buritis Gustavo Flores e pelo engenheiro responsável pela obra, Elias Reinaldo Batista. O prazo para a entrega das unidades é de 24 meses a partir da assinatura do contrato, mas a construtora prometeu entregar as casas em até 18 meses.

A construção do novo empreendimento está orçada em aproximadamente R$ 7 milhões de reais pelo programa Minha Casa, Minha Vida do Governo Federal e se chamará Residencial Extrema. De acordo com o prefeito, a autorização para a construção das casas é fruto de esforço da gestão para a promoção de moradias populares e seguirá os padrões exigidos pela Caixa Econômica, com água, esgoto, energia e pavimentação.

Outro benefício da obra será a geração de emprego e renda para cidade uma vez que quase toda mão de obra será local, como garantiu o responsável Elias Batista. “Fizemos questão de contratar 95% da mão de obra na cidade, uma forma de dar trabalho às pessoas e girar dinheiro no município”. O secretário João Flávio disse que foi feito um grande trabalho de levantamento com a população carente de Buritis no intuito de beneficiar apenas pessoas que de fato necessitam das moradias.

João do Caixão agradeceu e falou da satisfação de ter conquistado o empreendimento. “Agradeço a todos que de uma forma ou outra colaboraram e se dedicaram para que esse projeto pudesse ser viabilizado. Trabalhar para a inclusão social de famílias de baixa renda nos enche de alegria”, afirmou o prefeito. As obras começaram e máquinas já estão no local limpando o terreno. Segundo Elias Batista as primeiras casas devem ser construídas em até quarenta dias.