Vereadores discutem convênio da Prefeitura com a EMATER

Na segunda feira (28) os vereadores participaram da segunda reunião ordinária da Câmara Municipal de Buritis. A reunião teve mais de duas horas de duração e contou com a participação efetiva de todos os vereadores da casa. Nesta reunião já foram votadas algumas indicações apresentadas na primeira reunião. Além das votações, um assunto muito discutido foi a questão do convênio da Emater com a Prefeitura Municipal, que se não for renovado será cancelado no próximo mês de março.

Assim como na primeira reunião, a primeira vereadora a fazer o uso da palavra foi a vereadora Waninha (PT doB), que sugere ao prefeito a instalação de hastes nos postes dos canteiros das principais avenidas da cidade.

Uma das sugestões da vereadora Gildete (PSB) foi o cascalhamento da rua Pará. A vereadora também elaborou uma indicação para que a administração pública providencie a retirada de animais que ficam na pista da MG-400 no bairro Taboquinha, tema abordado pela vereadora na reunião anterior.

O vereador Vovozinho (PHS) que na reunião anterior apresentou a indicação que cobra a regularização dos imóveis do bairro Jardim, indicação votada e aprovada por todos os vereadores, cobrou da administração o término das calçadas no bairro assim como a construção de uma praça com academia de saúde.

O presidente da casa vereador Professor Branquinho (PSDB) cobrou da Prefeitura Municipal a disponibilidade de uma ambulância para atender o distrito do Passa Três assim como a região do Riacho Morto. O vereador cobrou também a instalação da telefonia móvel no Passa Três, que é considerada pelo vereador um lugar inferiorizado por não oferecer aos moradores o serviço.

O vereador Jorivê Neri do Bonfim (PSC) também apresentou uma sugestão à administração municipal. O vereador apresentou a proposição número 050/2013 que sugere reformas e construção de prédios públicos onde estão instalados os PSFs, medida que o vereador considera necessária para o melhor funcionamento e atendimento ao público.

Emerson do Fórum (PRTB) sugeriu ao prefeito que providencie uma nova sede para o funcionamento da unidade de recebimento e reciclagem do lixo, local que na visão do vereador deve ser construído fora do perímetro urbano. O vereador cobrou também a instalação de dois destacamentos de polícia na área rural, um no distrito do Passa Três e outro na Serra Bonita.

No espaço destinado aos vereadores para assuntos urgentes ou relevantes, o vereador Vovozinho (PHS) leu um ofício enviado pelo chefe regional da Emater, Manoel Faria Duque Filho. O ofício informava que a partir de março de 2013 o convênio entre a Prefeitura Municipal e a Emater será cancelado, colocando em risco a permanência do órgão em Buritis.

Em seguida o vereador Luan Cordeiro (PP) que assim como todos os outros vereadores são favoráveis à manutenção da Emater no município, falou da posição atual referente à produção agrícola e citou a importância da Emater para Buritis, principalmente para os pequenos produtores. O vereador até propôs uma reunião com lideranças do governo e com membros da Emater para chegarem a um consenso.

O vereador Carlos Fernando (PDT) comentou sobre a possível suspensão das atividades da Emater no município. Segundo o vereador o caso é uma questão eminentemente política, pois o que levou o prefeito a enviar uma notificação para cancelar o convênio, foi o fato da Emater não ter repassado um relatório exigido pela equipe de transição.

O vereador Didé (PHS) noticiou que a Prefeitura Municipal estará disponibilizando o espaço que seria usado no beneficiamento de mandioca para a instalação da sede da Associação Frei Vitor – unidade de reciclamento. O vereador criticou ainda o fato de na administração passada quatro guardas terem trabalhado como seguranças da fábrica de farinha que nunca funcionou.

Algumas indicações apresentadas na primeira reunião foram votadas pelos vereadores. Os vereadores votaram duas (PLCs) Proposta de Lei Complementar de autoria do vereador Luan Cordeiro (PP). Essas duas propostas fixam as atribuições do Chefe de Assessoria Jurídica, cargo criado a partir do Executivo Municipal.  Todos vereadores votaram favoráveis.

As indicações votadas na reunião e aprovadas por unanimidade foram – a que sugere ao prefeito construir um muro ou alambrado na Escola Antonino Cândido – de autoria da vereadora Vaninha (PTdoB). A que sugere a legalização dos imóveis do bairro Jardim – de autoria do vereador Vovozinho (PHS), a que sugere ao prefeito a instalação de placas nas principais estradas vicinais do município – de autoria do vereador Luan Cordeiro (PP). E a que sugere à administração municipal a construção de uma pista pavimentada e iluminada às margens da MG 400 – de autoria do vereador Emerson do Fórum (PRTB).