Manifestantes protestam contra condenação do ex-vereador Jorge do PT

O ex-vereador e ex-candidato a prefeito de Buritis Jorge Augusto Xavier de Almeida, o Jorge do PT, foi condenado em primeira instância por crimes que somados chegam a aproximadamente 30 anos de prisão. Ainda cabem recursos dessa decisão, proferida pelo juiz da comarca de Buritis Dr. Dalmo Luiz Silva Bueno. Segundo a polícia, Jorge não foi encontrado e é considerado foragido. Ele foi condenado por crimes de dano ao patrimônio e furto, em pelo menos quatro processos.

Em um grupo no Facebook, criado na época de sua candidatura a prefeito de Buritis pelo PT, Jorge divulgou no dia 27 de janeiro uma nota onde diz acreditar que sua condenação está relacionada com uma opinião divulgada por ele sobre a prisão de Ellyanderson Pio da Silva.

“Eu já aguardava essa reação dura por parte desse juiz em decorrência da minha opinião divulgada no Facebook com relação a prisão do meu companheiro”, e se disse surpreso com a rapidez do julgamento, se referindo ao magistrado como “descontrolado”. A mensagem é finalizada com “um abraço a todos, saudações socialistas”.

Integrantes do SINTRAF (Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura Familiar) fizeram uma manifestação em apoio ao petista na manhã de terça-feira (25), na Praça da CASEMG. De acordo com a Polícia Militar aproximadamente 500 pessoas estiveram no evento, que recebeu lideranças políticas como os deputados federais Nilmário Miranda (PT-MG), Erika Kokay (PT-DF), Domingos Dutra (PT-MA) e o deputado estadual Almir Paraca (PT-MG).

“Venho em nome de todos os petistas que tem sede de justiça. Estamos aqui para mostrar nossa solidariedade”, disse Nilmário Miranda, que afirmou ainda ter entrado com recurso na Secretaria de Direitos Humanos e no CNJ em favor da causa defendida pelos manifestantes.

O evento terminou por volta de 13h, depois de uma caminhada pela cidade, onde os manifestantes empunharam bandeiras, faixas e cartazes. De acordo com o comando da Polícia Militar de Buritis, não houve registro de ocorrências.