Buritis sem comemoração de Carnaval em 2017

Com o cancelamento do Carnaval de Buritis por falta de verbas, anunciado pela Prefeitura no dia 24 de janeiro, muitos foliões da cidade e visitantes de outros municípios ainda procuram opções para o feriado que se aproxima. Habituados com a festividade, que há vários anos atrai milhares de pessoas, os comerciantes preveem um faturamento menor com a falta do evento em 2017.

Sócia de uma panificadora local, Laiany Suelen calcula a queda do faturamento. “No ano passado ficamos com as portas abertas até 1h da madrugada e contratamos um segurança particular para ajudar a lidar com o grande número de pessoas na padaria. Como este ano além do Carnaval também não teremos comemoração no aniversário da cidade (1º de março), serão 25% a menos em nosso caixa no final do mês” lamentou a empresária, que usaria a verba para ampliar os negócios.

A situação não é diferente para Tilde Siqueira, gestora no setor de hotelaria. “Apesar desta não ser a melhor época para o nosso setor, sem o carnaval estimamos um déficit de 30 a 35%”, afirmou.

Segundo a Associação Comercial de Buritis (ACE/CDL), pelo menos R$ 2,5 milhões circulariam pela cidade nesta época. Além de Buritis, as cidades de Unaí e Arinos também cancelaram suas programações, com a mesma alegação de falta de dinheiro para o custeio do evento.

Neste ano muitos jovens acostumados a receber visitantes irão festejar em outros municípios, como Bonfinópolis-MG, distante 180 km de Buritis. O administrador Michel Carneiro Batista, de 23 anos, vai viajar com amigos. “Iria apenas um dia para Bonfinópolis, mas por não ter nada aqui esse ano, ficarei lá durante todo o feriado”. Já o auxiliar de cartório Leandro Almeida deve ir para Goianésia ou Uruaçu, cidades goianas que também se firmaram como destino turístico de Carnaval.

Outra preferência dos foliões é Brasília. A capital que fica a 220 km de Buritis, conta com 208 eventos oficiais e um público estimado de 1,5 milhão de pessoas. Segundo o Governo do Distrito Federal (GDF), espera-se um giro de R$ 500 milhões na economia da capital com as festividades.

Para quem fica em Buritis, a Polícia Militar recomenda moderação. Se for consumir bebidas alcoólicas, a orientação é fazê-lo de forma consciente e moderada, já que o álcool em excesso pode gerar transtornos e até graves consequências para o indivíduo e outras pessoas. A recomendação é conhecida, mas vale reforçar: quem beber jamais deve dirigir.