Bombeiros extraem eucalipto em Buritis para combater incêndios

Militares do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal estão alojados em Buritis para uma operação que visa a preservação do meio ambiente, conscientização e orientações técnicas a produtores rurais quanto a queimadas e extração de matéria prima para confecção de abafadores. As atividades são realizadas na Fazenda Agroreserva do Brasil, cerca de 70 km distante do centro da cidade.

A 23 anos equipes do Grupamento de Proteção Ambiental percorrem fazendas do noroeste mineiro realizando um trabalho de retirada de cabos de rebrota de eucalipto, que são a matéria prima para confecção de abafadores de incêndio. Esse equipamento é imprescindível no combate de queimadas em especial na região do cerrado.

De acordo com o Tenente Coronel Ricardo Vianna Barreto, foi realizado um planejamento de estrutura e logística e constatado que o município atende todas as necessidades para receber os militares. “Estamos em uma equipe de 14 bombeiros e ficaremos cerca de oito dias empenhados em retirar de 2 mil a 3 mil rebrotas de eucalipto. Esse cabos são levados para um depósito no Distrito Federal e são usados no combate a incêndios na capital e na RIDE que é a Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno, a qual Buritis faz parte” explicou.

Em contrapartida, os bombeiros ministram treinamentos para os funcionário da Agroreserva, como Prevenção e Combate a Incêndios Florestais, Prevenção e Combate a Incêndio Urbano e curso de Primeiros Socorros.

A fabricação do equipamento leva um ano e essa remessa é prevista para repor o estoque de 2020. Os abafadores oferecem resultados expressivos no combate ao fogo. De acordo com Barreto, apenas no DF houve uma redução de 53% de área queimada, passando de 12 mil para cerca de 6 mil ocorrências anuais.

Fotos: Corpo de Bombeiros do Distrito Federal