Atoleiros dificultam tráfego em estradas rurais de Buritis

As fortes chuvas têm dificultado a vida de moradores da área rural de Buritis devido às más condições das estradas. É o caso das regiões do Ribeirão, Camarinhas e Lamarão. A principal estrada que liga essas regiões à cidade de Buritis está com pontos onde não é possível atravessar com automóvel. Com o intenso volume de chuvas nos primeiros dias de 2021 a situação vem só piorando. Para atravessar os atoleiros só é possível a pé ou se aventurando sobre duas rodas.

Com a estrada interditada, agricultores da região sofrem para escoar a produção. Um pecuarista precisou descartar mais de 5 mil litros de leite por não conseguir entregar o produto, pois o caminhão leiteiro não consegue chegar até sua propriedade. 

Na quinta-feira (6) uma pá carregadeira New Holland que auxiliava na execução de um desvio não conseguiu sair do atoleiro. Um trator de grande porte John Deere teve muitas dificuldades para sair do local.

Vários pontos no município de Buritis podem ser considerados críticos. Ou o tráfego está comprometido por danos nas estruturas das pontes ou pelos atoleiros ao longo das estradas. É o caso também das  Barrigudas 1 e 2, regiões agrícolas importantes do município, especialmente para a agricultura familiar. 

Em entrevista à rádio Clube FM 91.9 e ao site Mais Buritis, o prefeito de Buritis, Dr. Keny Soares, pediu paciência e falou de operações paliativas em pontos críticos. Segundo o chefe do executivo, é preciso um período de estiagem para reparar a situação.