Polícia Civil e Militar controlam rebelião de presos na Cadeia de Buritis

Presos da Cadeia Pública de Buritis fizeram uma rebelião na noite de terça-feira (22). Policiais militares e civis entraram no prédio e contiveram o tumulto, que teve início por volta de 23h00, durou uma hora e teve a participação de aproximadamente 20 presos.

O incidente ocorreu após os presos começarem a chutar as grades das celas, atear fogo em colchões e arremessar objetos em um agente que fazia a segurança no local. A tensão aumentou quando os presidiários tentaram derrubar as grades de acesso ao pátio interno, e o reforço da Polícia Militar foi solicitado.

Policiais militares e civis se deslocaram para a cadeia, sob o comando do Tenente Vargas e do delegado Dr. Gustavo Ferraz. Na chegada os policiais receberam diversas ameaças e constataram que os detentos haviam depredado celas, queimado colchões, lençóis e cobertores. A polícia fez uso de balas de borracha e bombas de efeito moral pra controlar a situação. Não houve registro de feridos.

Com o fim da rebelião os detentos envolvidos foram retirados de suas celas, submetidos a busca pessoal e encaminhados para Unidade Mista de Saúde, onde fizeram o exame de corpo de delito e em seguida foram conduzidos para a delegacia de Polícia Civil.