Amagis se manifesta sobre ataque contra juiz de Buritis

No dia 13 de janeiro o presidente da Amagis (Associação dos Magistrados Mineiros)  Herbert Carneiro, divulgou na imprensa uma nota de repúdio condenando uma série de ataques e ofensas contra o juiz da comarca de Buritis Dr. Dalmo Luiz Silva Bueno. O magistrado tem sido alvo de ameaças, que segundo a Amagis tem relação com a prisão e transferência de um detento para outra cidade, decisão do juiz que contrariou um grupo de pessoas.

Confira na íntegra:

“Em respeito aos cidadãos da Comarca de Buritis, a Associação dos Magistrados Mineiros (Amagis) vem a público contestar e denunciar, com veemência, um atentado contra o estado de direito promovido por rede criminosa.

De dentro da própria cadeia, um preso, acusado de agressão a mulheres, se utiliza de parceiros e das liberalidades das redes sociais para caluniar e difamar a honra do isento, correto e íntegro juiz Dalmo Luiz Silva Bueno, desta Comarca. Em toda sua atuação e trajetória judicante, o magistrado sempre julgou corretamente, respeitando o amplo direito de defesa, além de ser cumpridor das leis e da Constituição.

Não se pode confundir o direito ao recurso a uma sentença judicial com agressões à honra ou ameaças de morte. Aos insatisfeitos com as decisões judiciais, é facultado o direito de recorrer a instâncias superiores, como é o devido processo legal. A Justiça e os juízes não se intimidarão e nem irão permitir que outro crime seja cometido para encobrir o que provocou a prisão.

O poder constituído, o Poder Judiciário e a Amagis não ficarão de braços cruzados ante essas agressões e ameaças, que, antes de tudo, são ataques à própria democracia e à Constituição. Tomaremos todas as providências cabíveis para defender, de maneira intransigente, a independência de julgar do magistrado, sua segurança e a de seus familiares, e garantir o estado de direito em Buritis e região.”

Belo Horizonte, 13 de janeiro de 2014

Herbert Carneiro

Presidente da Amagis