“Recebi proposta de propina em dinheiro”, afirma vereador

Na próxima segunda-feira, 4 de dezembro, acontece na Câmara de Vereadores de Buritis a eleição para a mesa diretora para o ano de 2018. E o clima nos bastidores anda pesado, segundo o vereador Toinzinho da Vila Serrana (PRB). O político afirmou em plenário na última segunda-feira (27) ter recebido uma proposta de propina em dinheiro para comprar o seu voto, a qual disse ter recusado.

O assunto veio a tona após uma fala do vereador Carlos Fernando (PDT), que alegou estar havendo “um murmúrio de ataques e de oferecimento de propina” durante as articulações para a eleição que se aproxima. “Semana que vem é a votação da nova presidência da Câmara e já tem uma chapa registrada. Hoje estou fechando o compromisso de votar nos vereadores Branquinho, Toinzinho, Camila e Martina, caso seja mantida essa composição”, acrescentou.

Na sequência da reunião ordinária, o vereador Toinzinho fez uso da palavra. “A cidade vai ficar sabendo do que o vereador Fernando relatou e eu não vou poder me justificar: Realmente este vereador aqui recebeu proposta sim, de dinheiro”, admitiu. Logo em seguida, Toinzinho disse que está “apertado” e precisando de dinheiro, mas que não iria vender o seu voto.

O vereador continuou sua fala pedindo que “esses políticos sem vergonha que oferecem dinheiro” tenham respeito com a sociedade, mas não revelou o valor ou o nome de quem teria proposto a oferta. Ele garantiu apenas que não seriam “pessoas vinculadas à política de Buritis”, sem dar mais detalhes.

Para o vereador Didé (PMB), que faz parte do bloco de oposição, o comentário deixou alguns colegas surpresos e indignados. “A oposição não tem conhecimento desse fato. Ele deve indicar logo quem é o responsável, para não levantar suspeitas equivocadas”, criticou.

No Brasil propina é o dinheiro ofertado ou recebido de forma ilícita, como suborno, em atos de corrupção. Segundo o Código Penal Brasileiro o termo está relacionado ao crime de corrupção ativa previsto no Artigo nº 333. Ao receber a propina ou pagar mediante solicitação feita pela outra parte, esta ação é categorizada com crime de corrupção passiva, conforme previsto no artigo nº 317 do Código Penal.

A reunião que definirá a mesa diretora da Câmara de Vereadores de Buritis em 2018 será realizada às 20h do dia 4 de dezembro, com transmissão ao vivo pela rádio Transamérica FM (91,9 mhz).