Professores da rede estadual de Buritis fazem greve em protesto ao atraso de salários

Na tarde de quinta-feira (21) professores da rede estadual de ensino de Buritis fizeram uma manifestação na Praça da Juventude, uma ato de protesto ao atraso dos pagamento da classe no estado de Minas Gerais. O manifesto também contou com a participação de professores aposentados, atingidos com os atrasos do salário. Alunos também estavam presentes apoiando aos educadores.

A principal reivindicação dos professores é que o governo volte a fazer o pagamento dos salários até o 5º dia útil do mês e de forma integral, sem parcelamento. Outra exigência dos grevistas é que o governo coloque fim no pagamento escalonado e deixe de priorizar outras categorias de servidores.

“Nós da educação precisamos lutar por nossos direitos. Amo o que eu faço e tenho direito de ser remunerado pelo meu trabalho” afirmou o professor de matemática da Escola José Gomes Pimentel, Dionísio Gomes.

A Secretaria de Estado da Fazenda justificou que o atraso no pagamento dos professores foi pela queda de R$ 300 milhões na arrecadação tributária, causada pela paralisação dos caminhoneiros.