Justiça determina afastamento da vereadora Wânia Araújo por 90 dias

Na quinta-feira (4) a Justiça determinou o afastamento da vereadora Wânia Araújo, a Waninha, atual presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Buritis, pelo prazo de 90 dias.

De acordo com a decisão, também foram afastados dos cargos o gerente administrativo e a contadora da Câmara.

Na última sexta-feira, dia 29 de maio, o Ministério Público de Buritis deflagrou uma operação para apurar a prática de possíveis crimes contra a administração pública em processos de licitação. A ação foi coordenada pelo promotor de Justiça de Buritis, Júlio Cesar de Oliveira Miranda, e realizou buscas e apreensão de documentos na Câmara Municipal.

Na sessão ordinária da Câmara de segunda-feira, dia 1º de junho, a vereadora Waninha falou sobre a operação do Ministério Público. Ela disse que a ação buscou documentos do processo de licitação 03/2020, que trata de compras em padarias e mercados, e o que o motivo seria um chá de fraldas realizado no gabinete da presidência dia 26 de maio.

Leia também: Ministério Público apreende documentos na Câmara Municipal de Buritis

Sobre o afastamento da vereadora e dos servidores, o Ministério Público e a defesa de Wânia Araújo ainda não se manifestaram. Cabe recurso da decisão.