Polícia prende dois envolvidos em roubo a fazendas

A Polícia Militar de Formoso em conjunto com militares de Buritis e do Estado de Goiás identificou e prendeu dois integrantes de uma quadrilha que praticava crime de abigeato, o furto de gado em propriedades rurais. O último roubo aconteceu na fazenda Cindumel, localizada em Formoso-MG a 120 km de Buritis, na segunda-feira (20) onde foram levadas 200 cabeças de gado, além de vários outros produtos.

A polícia acredita que pelo menos quatro pessoas estão envolvidas nesse crime. Em Buritis foram presos em flagrante Weverson Felipe Nogueira Lopes, 22 anos, e José Osmar Fernandes dos Santos, 46 anos, conhecido como “Maurão”.

Segundo a polícia, pelo menos 144 animais roubados na fazenda foram vendidos para um frigorífico de Formosa-GO por mais de R$ 208 mil. Outras 28 cabeças de gado foram compradas pelo valor de R$ 27,5 mil por um pecuarista do distrito de Bezerra, que afirmou não conhecer a procedência das reses.

A polícia informou que a venda, a emissão de notas fiscais falsas e o transporte do gado foram realizados por Weverson Felipe. As notas fraudulentas com o objetivo de facilitar a comercialização do produto foram emitidas em Sítio D’Abadia-GO.

Conforme a investigação, Weverson foi contratado pela quadrilha formada por Wilian Pereira Neves, 24 anos (filho de Laurito Caetano Neves), um menor, Maurão e seu cunhado chamado Marcos. As armas da ação estavam em posse do autor Maurão, mas no momento da sua prisão elas não foram localizadas.

A polícia segue em rastreamento para localizar Wilian que tem um mandado de prisão em aberto, Marcos e o menor, todos conhecidos pela Polícia Militar de Buritis.

O crime

O gerente da fazenda Ronaldo de Souza Cerqueira, 40 anos, acionou a polícia na sexta-feira (25) e contou que quatro pessoas encapuzadas e armadas anunciaram o roubo. A quadrilha rendeu os sete funcionários da fazenda que ficaram mantidas em cárcere privado por cinco dias.

Na ação, um dos criminosos vigiava e ameaçava as vítimas, enquanto os outros organizavam o gado. Foram usados dois caminhões boiadeiros para transportar 81 vacas e 119 novilhas da raça Nelore. Além dos 200 animais, foram roubados R$ 911 em espécie, duas alianças de ouro, um notebook, diversos itens domésticos como televisores, geladeira, sofá, botijões de gás, forno elétrico, micro-ondas, baterias automotivas, furadeira, transformadores, caixa de ferramentas, bomba hidráulica, motosserra e uma roçadeira.

Antes de saírem da propriedade o grupo colocou fogo em um caminhão Ford-F4000.

Furto na Fazenda Almas

Durante as investigações do crime na fazenda Cindumel, a Polícia Militar de Buritis apurou dados do roubo que aconteceu na Fazenda Almas, no município de Buritis em 20 de julho. Na ocasião 36 cabeças de gado da raça Nelore com a marca G5 foram furtadas. Foi constatado que Maurão e outros dois comparsas estiveram a frente da operação enquanto Weverson Felipe conduzia a negociação das reses.

Vinte bezerros foram vendidos para um produtor rural em Sítio D’Abadia-GO por R$ 20 mil no final de julho. Nove vacas, seis novilhas e um bezerro comercializados por R$ 14,4 mil na cidade de Alvorada do Norte-GO. A polícia conseguiu localizar todos os animais com a marca G5 vendidos e os envolvidos no ato de compra estão a disposição das autoridades para solucionar o caso.

Relembre o caso: Furto de animais na região do Pernambuco