Festa da padroeira recebeu cerca de 1200 fiéis por dia

Católicos festejaram por onze dias os duzentos e quatorze anos em honra e louvor a Nossa Senhora da Pena, Padroeira de Buritis. Missas, procissões, almoço, leilão beneficente e barraquinhas compuseram a programação do evento. 

A festa foi organizada pelos Padres Genilson, Geraldo Marcone, a comissão organizadora, o festeiro João José Alves e sua família, além dos voluntários da comunidade cristã. As missas se concentraram na Igreja Matriz e as barraquinhas na rua ao lado, onde foi montado o palco para as apresentações musicais com cantores regionais.

Segundo integrantes da organização, cerca de mil e duzentas pessoas frequentaram a igreja por dia. O evento foi realizado de  29 de agosto a 08 de setembro.

Neste ano uma imagem de Nossa Senhora da Pena foi posicionada ao lado de fora da igreja para que os devotos pudessem ter uma maior proximidade com a santa. Uma réplica da padroeira, foi colocada dentro de uma representação da Igrejinha.

Padres de outras cidades e também aqueles que já foram párocos em Buritis celebraram missas. Um a cada dia. A celebração eucarística mais esperada aconteceu no domingo dia 8 de setembro, dia de Nossa Senhora da Pena. 

Mais de 2.500 fiéis se acomodaram dentro e fora da matriz para acompanhar a liturgia realizada pelo Frei Lyon Rogers que veio de Brasília.  A celebração é marcada pela passagem do longo tecido  azul que representa o manto de Maria, passando por toda a igreja em um momento de pedidos e agradecimentos.

Após a missa,como é tradição, foi servido café da manhã com produtos ofertados por várias famílias devotas de Nossa Senhora da Pena.

A noite teve a procissão luminosa e a missa de encerramento da festa celebrada pelos  Padres Genilson, Geraldo Marcone e a participação do Padre Benedito.